top of page
  • Foto do escritorjornalbanquete

SOBRE VESTE-ME EM TEU LABIRINTO

Release enviado pela editora


É bastante comum escritores que começam na narrativa mais curta, ou na poesia, experimentarem aventuras mais extensas no romance. E atualmente também é muito comum autores não se preocuparem tanto com delimitações de gênero. Escreve e pronto!


Daniel Osiecki, poeta e editor curitibano, com o romance Veste-me em teu labirinto se aventura em um terreno que não lhe é tão comum em sua produção literária. A breve narrativa (ou narrativas?), com pouco mais de 100 páginas, conta as aventuras, agruras e peripécias de Caetano, um professor de música que deixa um diário para um amigo escritor publicar. Mas há um porém: não é o próprio Caetano que entrega os seus diários para o amigo escritor, mesmo porque Caetano já morreu, mas alguém que ficou com o manuscrito e aparece no livro muito tempo depois.


O leitor e a leitora perceberão que há muitas camadas no romance; muitas narrativas que se misturam, muitas vozes. Não sabemos se o diário que está sendo mostrado ao leitor pelo editor que organiza o texto de Caetano (mais um labirinto aqui, pois o nome do editor é Daniel) é de fato de Caetano, ou se é recriação de Daniel (o autor-personagem-narrador).


Conforme os fragmentos vão se sucedendo, as vozes do escritor e do autor do diário se entrelaçam, e um painel intrincado de sobreposições discursivas vão se completando. Romance que flerta com a narrativa epistolar e com a autoficção, Veste-me em teu labirinto prega peças no leitor e provoca reflexões sobre vida, amizade e escrita.

25 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page