top of page

Seção de artigos 

10 de jun. de 2024

A filosofia da destruição da educação pública

Sobre a greve nas Instituições Federais de ensino

A filosofia da destruição da educação pública

10 de jun. de 2024

A vida de Bocage: sátira, censura, pobreza

De minúcia em minúcia, Adelto Gonçalves vai percorrendo a vida de Bocage.

A vida de Bocage: sátira, censura, pobreza

7 de abr. de 2024

Judeus e palestinos ganham voz em importante ópera de John Adams

Judeus e palestinos ganham voz em importante ópera de John Adams

18 de fev. de 2024

Se um viajante nas formas do tempo romanesco

Acerca do livro Collezione di sabbia, de Italo Calvino.

Se um viajante nas formas do tempo romanesco

8 de jan. de 2024

Movimentos e Africanidades

Adriano Santos reflete sobre movimentos e africanidades na literatura

Movimentos e Africanidades

6 de ago. de 2023

“Colonizados até os ossos”

Sobre uma entrevista com o escritor angolano Eduardo Agualusa no UOL

“Colonizados até os ossos”

18 de jun. de 2023

Canto de Ossanha - para estranhar

Sobre a canção Canto de Ossanha, de Vinícius de Moraes e Baden Powell.

Canto de Ossanha - para estranhar

7 de mai. de 2023

O QUE QUEREMOS SABER?

Desde que o ChatGPT foi anunciado, ele se tornou o centro das atenções e preocupações, não sem razão (...)

O QUE QUEREMOS SABER?

7 de mai. de 2023

O POETA EM PÂNICO

Posfácio do livro de poemas “Do silêncio da pedra”, 1996

O POETA EM PÂNICO

2 de abr. de 2023

A leitura que ascende, descende e incorpora

A leitura de mundo, ampla e complexa, é um exercício inato e instintivo do ser humano, como medida, inclusive, de sobrevivência – contando com os ganhos sociais e intelectuais advindos disso; algo que compõe a nossa essência.

A leitura que ascende, descende e incorpora

2 de abr. de 2023

Havia um escritor de Cardiff

"(...) parece-me que um determinado grupo estaria tentando esmagar não só certos textos, mas também a autonomia dos leitores em geral."

Havia um escritor de Cardiff

19 de fev. de 2023

POETAS EM TEMPO DE POBREZA & OUTROS POEMAS,
DE DANIEL SAMPAIO DE AZEVEDO

Lau Siqueira assinala: “A poesia de Daniel é perturbadora. Não se submete ao cerco temático. Também não algema o conteúdo na forma”.

POETAS EM TEMPO DE POBREZA  & OUTROS POEMAS, 
DE DANIEL SAMPAIO DE AZEVEDO

15 de jan. de 2023

ESTÚDIO REALIDADE:
Rodrigo Garcia Lopes, o especialista
do instante

(Estúdio realidade, poesia, Editora 7Letras, Rio de Janeiro 2013 - 136 p.)

ESTÚDIO REALIDADE: 
Rodrigo Garcia Lopes, o especialista
do instante

11 de dez. de 2022

PEQUENA BYBLIOTEKA DO LUNALANY

O escritor Alan Moore costuma dizer, em suas entrevistas, que artistas & escritores são feiticeiros, bruxos, magos, xamãs...
Que arte & literatura também são magia.
Que filmes, fotos, pinturas, esculturas, instalações, músicas, coreografias, poemas, contos & romances são fórmulas simbólicas capazes de transformar, de maneira viciosa ou virtuosa, a mente das pessoas e os alicerces da realidade.

PEQUENA BYBLIOTEKA DO LUNALANY

27 de nov. de 2022

UMA FESTA DA LITERATURA OU DO DEUS MERCADO?

Artigo que escrevi há quase dez anos para a CULT, censurado na época pela dona da revista, permanece tristemente atual.

UMA FESTA DA LITERATURA OU DO DEUS MERCADO?

15 de nov. de 2022

Ensaio: Saussure, a linguística e a modernidade

Ferdinand de Saussure, o grande nome da linguística moderna, abriu fronteiras para o estudo da língua como ciência, com o Estruturalismo, sendo o pioneiro. Percebe-se que o mestre tinha como essência a língua, para compatibilizar interesses relativos à estrutura e às normas que operam nessa seara – o que se diferencia da abordagem do comparativismo histórico.

Ensaio: Saussure, a linguística e a modernidade

15 de nov. de 2022

UMA PALAVRA OUTRA: A LÍNGUA DA POESIA

O presente artigo trata de resgatar as reflexões sobre língua e literatura, a partir da compreensão responsiva do seminário A filosofia da linguagem como arte da escuta.

UMA PALAVRA OUTRA: A LÍNGUA DA POESIA

2 de nov. de 2022

QUEM PRECISA DA ACADEMIA BRASILEIRA DE LETRAS?

Poetas e escritores como Monteiro Lobato, Lima Barreto, Carlos Drummond de Andrade, Graciliano Ramos, Clarice Lispector, Augusto de Campos, Paulo Leminski, Roberto Piva, jamais foram eleitos para se sentarem à mesa dos “imortais”.

QUEM PRECISA DA ACADEMIA BRASILEIRA DE LETRAS?
bottom of page